Gestão Escolar

Um dos principais gargalos sociais do Brasil é a qualidade da educação básica. Nos últimos 20 anos, houve um crescente esforço para se compreender que fatores estariam mais associados a um melhor desempenho escolar.

Pesquisas mostram que a qualidade do professor é um dos principais fatores nesse processo, embora não seja fácil identificar que características do professor explicariam essa qualidade. Por exemplo, nível de escolaridade e anos de experiência não estão muito relacionados a professores de melhor qualidade, de modo geral. Assim, tentar entender como medidas de gestão escolar pode atuar como coadjuvantes nesse processo de melhoria do ensino é o principal objetivo dessa linha de pesquisa. Nela, investigamos se políticas públicas específicas (como as de bonificação aos professores, por exemplo) realmente contribuem para a melhoria do aprendizado dos alunos. Além dela, políticas de redução da reprovação também são estudadas, salientando seus impactos de longo prazo no desempenho escolar e permanência na escola. Outro tema investigado nessa linha de pesquisa são os determinantes da desigualdade educacional e a influência da rotatividade dos professores sobre o desempenho escolar dos alunos.